segunda-feira, fevereiro 08, 2016

Fevereiro o mês do amor ❤ ❤ ❤ ❤❤


Tudo começou, através do Hi5!!!

Foi um mês de conversas, todos os dias trocávamos uma mensagem privada.

Apôs esse mês e eu ansiosa para o conhecer pessoalmente, surgiu o convite de um jantar e assim foi.... ainda era mais giro ao vivo!

Culto e divertido, foi o que me cativou.

Contou me que dai a uma semana iria de férias para o Egipto...

Ainda nos encontramos à beira mar para um gelado antes da partida das férias e o primeiro beijo surgiu ! Foi a semana mais lenta sem mensagens no hi5 diariamente, mas a rotina voltou!

Passados 6 meses houve um afastamento, mas em dezembro, mo dia 13, tudo voltou a ser como era.

E no decorrer do tempo que passou efectivamente a voar, passaram-se 7 anos maravilhosos!

Fruto desse amor a nossa filha, o nosso amor!


Amo-te Crespo 

Sabrina Almeida

sexta-feira, fevereiro 05, 2016

Histórias de Papelão

E o carnaval?

Muita gente não gosta do carnaval, já eu adoro! Como podia não adorar, se nasci numa terça de carnaval?

Mas mesmo para quem não acha graça, mas até tem filhos pequenos que querem é festarola, saibam que neste fim de semana, estreia uma peça muito interessante, onde as crianças terão um desconto especial se forem mascaradas! 

Nós vamos! Só não sabemos ainda que máscara especial levarão as bichinhas....

Para já, deixo-vos os detalhes da "Histórias de papelão"!



Histórias de Papelão é a peça infantil dos Improvio Armandi, grupo de comédia de improviso, em que os actores criam "em directo" uma estória, onde qualquer uma das personagens do universo infantil pode aparecer e as crianças decidem o que vai acontecer a seguir.

Este é o mote dos Improvio Armandi para o espectáculo Histórias de Papelão, no qual os actores (André Sobral, Hugo Rosa, João Cruz e Ricardo Karitsis) através da interacção com o público improvisam uma estória que tanto pode ser de cavaleiros e princesas, como de piratas, bruxas, astronautas e monstros assustadores, de acordo com o que for escolhido em vários pequenos "sorteios" ao longo do espectáculo de onde sairão as personagens ou locais seguintes.

O espectáculo tem a duração de 45/50 minutos, ao longo dos quais será improvisada uma história do início ao fim e as crianças terão voz activa no seu desenrolar e desfecho.

Histórias de Papelão
Teatro Turim {Estrada de Benfica, 723A 
1500-088 Lisboa
(Em frente à Igreja de Benfica)}
De 6 a 28 de fevereiro
Por Improvio Armandi
Com André Sobral, Hugo Rosa, João Cruz e Ricardo Karitsis
Sábados, às 16:00h; Domingos, às 11:00h

M/6 – 5€ (crianças) e 8€ (adultos)

No fim-de-semana de estreia as crianças mascaradas terão um desconto especial, ficando o seu bilhete a 4€.

Fevereiro o mês do amor ❤ ❤ ❤ ❤


Larguei um amor de sentido único e sigo rumo a uma via de dois sentidos.

Estou estupidamente apaixonada! Pareço uma teenager… apetece-me cantar todo o dia e canto mal, mas não me interessa.

O mundo parece mais bonito, oiço mais tudo ao mesmo tempo que não oiço nada! Afinal quem ouve quando se ama?  Bem, ouvir até ouvimos...a voz dele!  Soa tão bem...quando o coração ouve aquela voz tudo pára!!

Afinal o Roberto Carlos até tinha razão e tudo pára quando a gente faz amor!  E nem é preciso estar a fazer amor, é só olhar para ti que tudo o resto pára. Naquela altura em que os olhos se sentem , tudo fica com estrelas, os violinos tocam e é tão fácil sonhar de novo!
Estou apaixonada!!

Um dia até pode passar este efeito , mas enquanto não passa quero tudo de nós...quem sabe é vitalício!

Estou apaixonada por ti! E gosto tanto de me voltar a sentir viva!

Estou apaixonada!

Carta Anónima 

quinta-feira, fevereiro 04, 2016

Stravagant Weekend de regresso ao Strada!

O frio está de volta, mas o Stravagant Weekend também, graças a Deus!!! 

E eu quase, quase, quase a fazer anos e a precisar de comprar um modelito giro para estrear. 

Acho que tenho de ir ao Strada resolver o problema do frio e da minha pirosa mania da roupa nova no aniversário!


Look Mulher (sugestão)
Camisola Cinzenta Mango por €9.99 (antes €29.99)

Jeggins da Smash/Rüga por €12.95 (antes €29.95)

Echarpe da Smash/Rüga por €5.95 (antes €19.95)

Brincos da Parfois por €0.99 (antes €5.99)

Mala da Cantão por €46.50 (antes €232.50)


Look Crianças (sugestão)

Camisa padrão azul e branco da Charanga por €6.99 (antes €23.99)

Calças de ganga rapaz da Charanga por €9.99 (antes €22.99)

Casaco de Malha de Menino da Blue Kids por €13.50 (antes €45)

Sapatos de criança da Timberland por €22.32 (antes €62)

Camisola Malha da Charanga por €9.99 (antes €43.99)

Casaco Fazenda da Blue Kids por €26.99 (antes €104)

Botas Criança da Timberland por €40.68 (antes €113)



Look Homem (sugestão)


Camisas da Mike Davis por €20 (antes €89.90)

Pullovers da Fifty Factory por €9 (antes €29.99)

Sapatos da Mikels Shoes por €112 (antes €280)






Fevereiro o mês do amor ❤ ❤ ❤


Tudo mudou naquele dia cinzento de Outubro. O dia em que por mero acaso os nossos olhares se cruzaram. O dia em que os nossos pensamentos foram de encontro ao disparo sentido pelos nossos corações. Tudo mudou... nada mais voltou a ter a mesma cor, o mesmo significado.
Desde aquele momento, a vida começou a ter um outro rumo e nós próprios começámos a dar-lhe um sentido diferente, próprio e único. Já lá vão 15 anos de união e de puro amor. Ao teu lado tenho passado os meus melhores dias. Vivo contigo cada momento como se fosse o ultimo e a verdade é que consegues que ele seja sempre muito, muito especial. Não podia ter melhor marido, companheiro e amigo do que aquele que Deus colocou no meu caminho: TU.
Dizer o quanto se ama e agradecer por toda a felicidade com que fomos presenteados, não é vergonha, não é ser menos nem mais frágil do que alguém. Dizer o quanto se ama, é ser-se uma pessoa forte e com carácter e é acima de tudo, ter-se orgulho em quem se tem ao nosso lado. E eu tenho o maior orgulho em ti, em nós e no fruto do nosso amor: o nosso filho.
Obrigada por tudo, pela tua presença constante ao meu lado e por seres a pessoa que és e me tornares na pessoa que eu sou.

Carta enviada por Sónia Pereira

quarta-feira, fevereiro 03, 2016

É preciso agradecer ❤


Somos felizes a fazer os outros felizes e eu sou muito mais feliz por ter por perto pessoas de coração enorme que nem pensam duas vezes quando é preciso ajudar.

Obrigada prima Tânia por teres feito a princesa Ana tão feliz. Obrigada por permitires que agora já consiga ver o que está escrito no quadro da escola. ❤

Obrigada Marisa por toda a tua dedicação ao Mercado e a todas as pessoas que precisam da nossa ajuda. ❤

Fevereiro o mês do amor ❤ ❤




Eu não sei escrever. Adjectivo muito, não respeito as regras gramaticais, exagero na pontuação, chego mesmo a subverter todas as normas que nos foram ensinadas. Eu sou arquitonta, mais tonta que arquitecta, e com muito gosto. Eu não sei escrever mas sei falar de amor, do meu amor, do amor dele, do nosso amor. 

Recuemos, então, ao longínquo ano de 2000 e a uma coisa esquisita denominada por “internet relay chat”. Não sabem o que é? Nem eu sabia! Tinha terminado uma relação muito longa quando um amigo achou que eu precisava de me distrair e rir, rir muito. Ele instalou-me a tal coisa esquisita no computador a que vulgarmente chamávamos de mIRC. E assim foi. O mIRC estranhou-se e depois entranhou-se. Ele trouxe-me risos, irritações, frustrações, conquistas e o João. Um João, apenas mais um João e que se transformaria no João até chegar ao meu João. Foram horas intermináveis de conversas sobre tudo e sobre nada, de músicas, de sítios, de cheiros, de locais, uma foto minha de perfil trocada, uma foto dele de goggles, o meu número de telefone, o número de telefone dele, encontros que nunca marcámos (não sabemos explicar porquê) e um dia o fim. O afastamento de ambos. O João foi-se embora. Eu fui-me embora. Ambos pertencíamos ao mundo real, aquilo não era para nós. Estava na altura de regressamos aos amigos de carne e osso. E o tempo passou: um dia, uma semana, 1 mês, 1 ano… 3 anos sem existir “nós”. Sem João. Sem Sara.

No dia 29 de Maio de 2003 vou com uma amiga ao último concerto no velhinho estádio de alvalade – 15.000 pessoas (segundo a organização) e o meu telefone vibra. Um SMS a dizer: “acabaste de passar por mim”. Como?!? João?!? Tu, 3 anos depois?!? Nem consigo imaginar a minha cara (ele não só conseguia como a viu, pois estava mesmo atras de mim, e segundo o mesmo disse que o empurrei, eu nego até que me mostrem filmagens do momento). Respondi logo “desculpa mas deves estar a fazer confusão”, e a resposta veio no segundo imediato “camisola preta, calças curtas pretas, sabrinas pretas (duvido que ele tenha escrito sabrinas mas era o que eu calçava no momento) e um blusão de ganga à cintura”. Toda eu tremia, estava histérica e curiosa, debitei 3 anos de conversas à minha amiga e ela (mais histérica do que eu) disse para eu lhe ligar (sim pessoas demorei 3 anos a ligar ao homem da minha vida e???). Desligado. Escusado será dizer que eu já não queria saber de Festival algum. Estava ali, isolada, no meio da multidão, perdida nos meus pensamentos. 

Marcámos encontro naquele bar, junto à praia, bem perto do local onde viríamos a morar mais tarde (mas isso nós ainda não sabíamos). Encontrámo-nos e tivemos a confirmação de que já estivéramos apaixonados, mesmo sem nos vermos. Tudo regressou, os anos foram apagados e nós ainda estávamos apaixonados. Namorámos. Terminámos. Voltámos a namorar. Voltámos a terminar. Tentámos mais uma vez. Terminámos mais uma vez… de vez. Não valia a pena insistir. Eu não suportava ser amada assim. Eu não sabia dar valor àquele amor simples e despretensioso. Eu era complicada (ainda sou, menos, mas sou). Não entendia o porquê de me tratares tão bem, o que teria eu feito para merecer tamanha dádiva. Não podia ser tão simples ser feliz e assustei-me. Fugi… e tu já não vieste atrás. Seguiste a tua vida… eu segui a minha vida. Voltaste a amar. Eu (achei que) voltei a amar. Tu desiludiste-te. Eu quase me destruí. Quase me destruíram. Quis desistir de mim… 
quase morri. 

Um dia (não interessa qual) interroguei-me: o que estava eu a fazer? Eu já vivera o melhor amor de todos. O amor sem filtros, com gargalhadas fáceis, com sorrisos tontos como só conseguem ser os sorrisos dos apaixonados. Estava na hora de lutar, de te trazer de novo para a minha vida, de te provar que estava finalmente preparada para o nosso amor. Mas tu… estavas com medo (que corajoso foste em voltar a arriscar). Deste luta. Muita luta. Achei que te tinha perdido para sempre. E sempre era tanto tempo que não conseguia nem imaginar o que seria viver sem ti. A vida foi generosa comigo, tu foste generoso comigo e voltaste a entregar-te a mim, a nós. Hoje, casados, felizes, percebemos que apesar de doloroso este foi o caminho que traçamos para nós. Eu tinha de me perder para te voltar a encontrar. E tu tinhas de me deixar partir para me voltares a ter. Eu não sei escrever mas sei falar de amor, do meu amor, do amor dele, do nosso amor.

***

Toda a gente conhece a Fio a Pavio, mas se por acaso andar por aí alguém mais distraído, o caminho é por AQUI ou por AQUI!

terça-feira, fevereiro 02, 2016

Fevereiro o mês do amor ❤


Ser feliz é….

Ter alguém como tu ao meu lado. Por vezes a vida torna-se difícil, mas de uma forma ou de outra estás lá sempre que preciso. Sempre juntos com os nossos príncipes que são as nossas vidas. 

Não quero deixar passar nem mais um dia, e vou dizer exactamente o que está na minha mente. Parece-me que todos estão a deitar fora o amor que têm, mas eu sei que tenho uma coisa tão boa na minha vida, e por isso posso afirmar ninguém me vai amar melhor do que tu me amas, eu tenho e vou ficar contigo para sempre, sabes sempre a melhor forma de me irritar ou me agradar, mas ninguém jamais se vai colocar entre nós, eu não vou permitir isso e quero que saibas que és o único pelo qual vale a pena lutar, eu tenho-te a ti e tu tens-me a mim, tu conheces-me e eu conheço-te e isso é tudo o que importa.

Mais uma vez tenho que agradecer por existires na minha vida. Ontem ao ouvir música relembrei tudo o que já passámos, tristezas/ alegrias, choro/ risos, foi bom termos um momento só nosso, apesar de estarem tantas pessoas junto a nós mas conseguimos ficar completamente sozinhos apenas só com a nossa cumplicidade. Como diz a música “eu sem você sou metade de uma poesia, a solidão me abraça, sem você sou menos que a metade”, pude constatar que por ti e pelos nossos príncipes e só por ti e por eles vale a pena lutar. Lutar pela nossa vida em comum, lutar pelo nosso mundo, lutar por nós. Senti que à tua maneira me amas sim, mas também não poderás duvidar que sempre te amei.

Desculpa se algum dia te magoei sem perceber . Amo te muito e apesar de ás vezes seres muito difícil de aturar, eu desculpo-te, afinal tu também me aturas, então quando estou com o mau feitio nem eu me aguento…

E obrigada por me amares. 

Obrigada Vitor!

***

Visitem a Carla AQUI e vejam como além de romântica, faz coisas tão giras!

quinta-feira, janeiro 28, 2016

Papas de Aveia para gente ansiosa!



Adoro papas de aveia, mas tal como acontece a algumas pessoas, não tenho paciência nenhuma para estar ali com o tacho ao lume a mexer até estar no ponto. Também já experimentei fazer na bimby e não gostei nada do resultado.

Um dia destes vi esta a receita de Papas de Aveio Expresso da Joana Roque e agora é papas de aveia ao pequeno almoço, é papas de aveia como sobremesa, é papas de aveia ao deitar, uma festa!

Eu faço um pouco aldrabado e sem olhar às medidas, mas deixo-vos a receita original para que possam experimentar.

PAPAS DE AVEIA EXPRESSO

Ingredientes para 1 pessoa

4 Colheres de Sopa de flocos de aveia
150 a 200 ml de leite (consoante gostem das papas mais ou menos grossas)
1 colher de sopa de açúcar ou adoçante
1 colher de chá de canela em pó (opcional)
1 casquinha de limão

Modo de Preparação

Numa taça grande coloque os flocos, a casca de limão, o açúcar e a canela e misture cerca de 150 ml de leite. Leve ao microondas em potência máxima durante 2 minutos e meio. Mexa bem. se necessário acrescente um pouco mais de leite para soltar um pouco as papas.
Antes de servir, polvilhar com um pouco de canela.

Eu também gosto de juntar frutos secos e frutos vermelhos.


quarta-feira, janeiro 27, 2016

Fevereiro o mês do amor ❤


Fevereiro é o mês mais bonito do ano  ❤

Sou suspeita porque é o meu mês, mas assim de repente, não encontro nada mais bonito que o amor e Fevereiro é o mês do amor.

Como vem sendo hábito, vou inundar o blogue, o facebook e o instagram de amor e de todas aquelas pirosices deliciosas que tornam especial qualquer amor. Mas sem vocês, não tem a mesma graça.

Ficava muito feliz se partilhassem comigo o vosso amor  ❤

Gostava de receber fotos, mensagens que gostariam de fazer chegar a alguém, cartas de amor, histórias de amor {adorava que partilhassem comigo cartas e histórias de amor! Mesmo!}, músicas que vos tocam o coração, enfim, aquilo que entenderem.

Pode ser de forma anónima  ❤

Posso contar convosco?

Deste lado prometo ideias, sugestões e até algumas surpresas…….

 ❤ sexo.ansiedade@gmail.com
(ou por mensagem, pombo correio, telegrama!)


 ❤ no instagram usem a hashtag  #oamoreaansiedade