terça-feira, maio 09, 2006

A sala

Caí de pára quedas naquela sala, quando percebi já era tarde de mais e já tinha passado por uma série de testes e a psicóloga do centro de emprego já me tinha convencido de que afinal eu não tinha assim tanto jeito para estilismo e que a melhor opção para mim era aquela área… e assim foi… naquela sala vi-as pela primeira vez…

A Didá e a Carlita, no meio do silêncio e do ambiente constrangedor provocado por 25 pessoas que não se conheciam de lado nenhum, riam que nem parvinhas e exibiam unhas multicoloridas, botas jimmy dolls, ganchinhos no cabelo e um estilo muito cool e lembro-me de ter pensado: “olhem-me estas miudecas parvas a gozarem com toda a gente, devem ter a mania!”.

Enquanto ia tirando as medidas a todos e examinando o território o meu olhar parou na Angela… estava quase deitada no sofá, tinha um cabelo até á cintura e mantinha uma postura e olhar de superioridade enquanto segurava um cigarro e roía uma unha ao mesmo tempo e o meu primeiro pensamento em relação a ela foi: “tem de certo uma forte personalidade e não devem fazer farinha com ela”.

Depois deste dia passaram 9 anos, acabámos o curso (nem sei como), trabalhamos as 4 no mesmo (ninguém disse que gostávamos), continuamos a achar que um dia destes nos vai sair o totoloto (agora promovido a Eromilhões), continuamos divertidas, ás vezes inseguras, e continuamos amigas, acho que cada dia mais… pessoalmente posso afirmar que são as minhas grandes amigas e que estarão sempre por perto quando precisar, disso tenho a certeza, são as únicas pessoas que sabem tudo da minha vida, mesmo aquilo que ás vezes não querem saber….

A vida pode mudar e pode haver alturas em que não estejamos juntas com tanta frequência, mas estamos sempre perto nos momentos mais importantes e cada vez que estamos é uma festa! Voltamos a falar das mesmas coisas, rimos por tudo e por nada e parece sempre que os anos não passaram e que aquele bendito curso não mudou as nossas vidas, eu? Adoro-as e já não sabia viver sem as minhas amigas!!

Quanto a mim, que dizer… estou muito mais madura!!! Uma mulherzinha, portanto!

Sem comentários:

Publicar um comentário