segunda-feira, abril 23, 2007

Beleza interior, conta??



E não é de lingerie que se fala agora!

Afinal em que é que ficamos?
A beleza importa ou não?

Muita gente usa frases feitas como “o que importa é o interior da pessoa” mas a verdade é que actualmente as pessoas estão cada vez mais fúteis e poucos são os que ao perceberem que acabaram de se apaixonar por um trambolho assumem isso de imediato sem dar importância àquilo que os outros vão pensar!
E não são assim tão raros os casos em que a imagem fala mais alto do que o amor e até do que a amizade, infelizmente.
Cada vez mais me parece que se vive em função daquilo que os outros vão pensar, daquilo que os outros esperam de nós e vão-se perdendo oportunidades de ser feliz, até porque na realidade ninguém sabe bem o que é ser totalmente feliz e assim como assim vai-se sempre procurando algo mais na esperança de encontrar alguém que tenha tudo! Tem graça… porque se procura alguém que tem tudo? Não existe!!! E o que é ter tudo??!! Talvez algumas pessoas sejam eternas insatisfeitas ou exigentes de mais, o que não é necessariamente mau mas o que é demais enjoa, não é o que se diz?

O pior de tudo isto é mesmo o julgar as pessoas pela aparência e menosprezar, desprezar, gozar e afinal até esquecer algumas vezes de olhar para o espelho….

E afinal quem nunca julgou sem conhecimento de causa? Vá, atirem a primeira pedra....

Claro que tudo isto é relativo e tem a ver com vários factores, acho normal e quase instintivo que se pense imediatamente porque raio nos sentimos atraídos pelo Nuno feio que nem uma porta e somos completamente indiferentes ao Ricardo que até é um morenaço lindo de olhos verdes! Por exemplo a idade pode justificar! Lembro-me de aos 13 anos ficar deprimida e sem sono porque comecei a pensar demais no Luis que era o cromo da escola, com óculos fundo de garrafão e com a cara em obras e evitar passar no mesmo corredor que ele porque tinha que contrariar o que estava a sentir! Bahhh, estúpida que nem uma porta graças a Deus!

Algumas vezes depois de valentes lutas interiores e de amadurecimento lá se assumem paixões e lá se dá importância ao que realmente conta e ao que pode realmente trazer felicidade!

A imagem conta tanto que por vezes as pessoas se esquecem por exemplo da naturalidade de um sorriso, de um olhar, da simpatia e de rir simplesmente porque apetece e sem pensar que se abrir demais a boca vai parecer ridícula!

É claro que também há aquelas prendas que não se enxergam, mas um dia destes fazemos aqui um chazinho de manco e convidamos algumas…….

Eu nunca liguei muito à aparência, juro!!! Pronto, tive foi sorte e sempre me apaixonei por gajos giros!
O dilema e a luta interior foi sempre deles! ahahahahahahahha
Chega... não tem graça!

Mas olhem que também não é fácil…. Eu até nem sou gaja de dar importância aquilo que os outros (gente-invejosa-e-que-me-é-totalmente-indiferente) dizem ou pensam (por acaso até dou porque afinal quem não se sente não é filho de boa gente, mas pronto, faz de conta que não) mas uma vez uma grande amiga que não sabia mentir disse-me uma coisa que me deixou traumatizada até hoje!

Olhou-me com um ar sério e profundo dos seus olhos azuis e disse:

- Eu gostava de saber o que é que eles vêem em ti!!!!

Acho que ouvir isto de uma amiga lésbica desmoraliza qualquer uma, ou não???



*Didá, se vieres contar que não foram assim tantos os gajos lindos eu conto a esta gente toda que tu não gostas de pessoas feias! Ou se me chatear um bocadinho mais posso até falar do Lino!



quarta-feira, abril 11, 2007

Laços de Xepa Pobre


Para quem não se lembra, Laços
, Xepa e Pobre são formas de estar na vida!
Não?? Bom… se calhar são só características acentuadas numa determinada pessoa.
Se olharem bem á vossa volta, há sempre um ou outro por perto, juro!! Olhem lá outra vez….
Mas o que me deixa mesmo fascinada é encontrar uma (ás vezes famílias inteiras, o que é maravilhoso!) pessoa que reúna as três características!

Um destes dias em que o sol mostrou ares da sua graça, fui até á praia apanhar um pouco de sol, sentei-me na areia, descalcei-me e fiquei ali maravilhada a observar um grupo de pessoas que se divertiam á grande!
Estavam todas com os devidos fatos de banho, 4 chapéus-de-sol e duas geleiras. Pensei para mim que ainda não estava assim tanto calor para este tipo de programa mas depressa percebi que estava a ser parva porque esta gente é que sabe aproveitar! Sabe-se lá se haverá Verão este ano!!! Pelo sim pelo não deixei-me ficar por ali, já calculava que me iria rir um bocado…
- Ó Mena, diz-me cá, atão tu soubestes da Rosália do café?

- Qual Rosália??

- Óh, atão qual Rosália… a neta da Ti Rosa peixeira caté o marido fugiu para a Austrália com umas gajas quaisqueres…. Ó melher, tu sabes! atão tu até a vistes antes d’ontem a falar quemigo ali no Zé Ramiro….

- ah já ma lembro!

- prontos… essa…

- na faças caso queu ando ca minha cabeça que nem posso…. Atão vê lá lu que ainda hoje de manhãzinha tava a dizer ao jaquim que o Zé Carlos das rifas nos tinha dito para ir lá á dele comer uns pipis que trouxe da terra, ca sogra tem criação sabes? há-des ver, aquilo é que é carninha da boa! E… ai…. Qué que eu ia a dezer que não era mentira…….

Entretanto uma das crianças sai a correr da água, já roxa, pareceu-me….

- ó mãeeeeee, tenho sedi…. (diz, enquanto esfrega a mão no nariz até o ranho chegar ao pulso)

- Ó Ruben, tens ai água nessa garrafa do sumoli…. Mas limpa as mãos que tão cheias de arei!!! Caral*** do miúdo, levas uma tareia que te f****!!!!!
Óhhhh Núuuuuriiaaaa, olha co mar tá a puxar! Olha que eu não te vou buscari, fichas lá!

Um pouco mais ao lado, um dos machos da família, bigode, tatuagem no braço daquilo que me parecia (mesmo torta) ser uma cruz, dizia enquanto ia palitando os dentes com a unha do dedo mindinho que era enorrrrme…..
- pá, ó Luis Carlos, vistes ontem o nosso Benfica? Filha da puta de jogo, aquilo é que foi! Até os comemos!!!

- dassssss, ato não foi!! Por falar em comeri… tu já vistes a cabeleireira nova que pára agora lá no Zé Ramiro? Tão boa!!!

- oh foda-se…. Olha o caralho do chapéu a voari….
Ó Mena, agarra, corre….

Nesta altura foi a loucura!! Corriam todos pela praia atrás do chapéu e gritavam que nem loucos….
Depois de algum tempo lá voltaram com o chapéu todo partido e a confraternização continuou.


- o meu João parece que namora lá a miúda da Joana, eu já o avisei, a mãe como trabalha lá nas sinhoras tem a mania qué boa e a miúda também já se acha mais cãs outras! Eu cá não me chateio, ele não me aparece pranho em casa!

- ai melher, oq eu chorei ontem a ver o ultimo episódio da novela, vistes? A rosemary ficou com o Paulo Ricardo, gostei tanto!

- ó mãeeee, tenho fome (diz outra das crianças enquanto esfrega a barriga)

- tira ali um ógurte e depois senta-te aqui que só podes ir ai áuga daqui a 3 horas…..


Quando o “Luis Carlos” se levanta (a muito custo por causa da barriga) e se dirige a uma das mulher dizendo:

- Ó filha, há para aí alguma coisa que se morda? Tou cá com uma larica!

Eu achei que estava na hora de sair dali, devagarinho……

terça-feira, abril 03, 2007

Os sexos em guerra



Eles acham que quantas mais pretendentes aparentam ter, mais interesse vão despertar nelas e nem percebem que a descrição é sempre o melhor truque.

Elas são discretas demais e nem percebem que a imagem que estão a passar é a de menina pudica, antipática e que não tolera uma brincadeira.

Eles querem mostrar a auto estima elevada e pecam pelo exagero, chegando a ser convencidos.

Elas passam a vida a reclamar do peso, a dizer que estão horríveis e quando abrem os olhos é assim que eles realmente as vêem.

Eles querem ser tidos como gajos seguros de si, objectivos, directos e depois quando há oportunidade nem conseguem decidir onde jantar.

Elas fazem o modelito de donzela que quer ser guiada mas no fim nunca concordam com uma decisão dele.

Eles pensam que dominam a situação e não entendem que a maior parte das vezes elas apenas se fazem de inocentes para se manterem ao mesmo nível.

Elas posam de inocentes e parvinhas e nunca mais aprendem que eles nem percebem e estão pouco se lixando para isso.

Eles espalham aos quatro ventos que ela não entende nem aceita um Não, mas assim que elas mostram indiferença e partem para outra, não saem da porta.

Elas fecham a porta mas deixam as duas janelas abertas.

Eles têm necessidade de marcar território quando lhes parece que já passaram á história mas a seguir dizem que elas é que gostam deles bem cabrões e que as tratem mal.

Elas gostam deles cabrões q.b, sim.

Eles dizem muitas vezes que são como elas, que também procuram a pessoa certa, mas na verdade à primeira contrariedade desistem pois não podem perder tempo e há que despachar para passar à seguinte.

Elas nunca desistem daquele que nunca mais percebem que não é, de todo, o certo.


É uma das características do ser humano, achar quase sempre que o outro é o seu problema, tentar decifrar comportamentos e adivinhar vontades e poucas vezes entender que em si próprio é que está a solução. Sempre.

Mas...

Claro que as Mulheres é que são complicadas! Apenas as Mulheres!

Claro que os Homens é que são uns safados! Apenas os Homens!

Por isso é que a guerra do sexos é interminável.
Porque elas não querem um fim como eles gostariam e eles não gostam do fim que elas querem!!