quarta-feira, outubro 31, 2012

I understand if you can't talk to me again...

O Outono tem em mim um efeito nostálgico. É no Outono que sinto mais saudades de outros tempos e de outras pessoas, é nesta estação que dou por mim a parar e focar os olhos no nada, ao ouvir uma música ou a sentir um cheiro e sorrir!

Há muito que apaguei da minha mente partes da vida, em que rasguei folhas de um livro que nem sempre escrevi da melhor forma e por isso esta nostalgia não tem em mim um efeito negativo, não me leva a lugares que sei que não quero voltar porque esses lugares deixaram de existir, apenas me leva a pessoas e tempos bons que por força das circunstâncias da vida ficaram lá, no passado.

Há em particular alguém de quem me lembro muitas vezes com carinho, alguém que eu por estupidez, engano e impulso afastei da minha vida. Alguém que, tenho a certeza absoluta, poderia neste momento fazer parte das minhas grandes amizades.

A pessoa mais igual a mim que já conheci na vida!

E sempre, sempre que vou a conduzir, música em altos berros, a cantar e fazer caretas de doida, me lembro e ao mesmo tempo que sorrio, lamento a forma errada como tudo aconteceu!

Diz que é tipo sexta!

Happy Halloween!!

segunda-feira, outubro 29, 2012

Bolo arco-íris


Para quem pediu, cá está finalmente a receita!




A primeira vez que fiz este bolo foi com a intenção de aproveitar umas claras que tinha congeladas e precisava de usar, a verdade é que gostei tanto do resultado que se tornou o bolo escolhido para as festas por ficar um bolo muito fofo e nada seco!

O QUE VÃO PRECISAR PARA O BOLO:

6 claras
200g de açúcar
1 c de sopa de açúcar baunilhado
250ml de leite
200ml de óleo
200g de farinha de trigo c/fermento
100g de farinha maizena
1 pitada de sal
Corantes a gosto

MODO DE PREPARAR

Com Bimby

Com a borboleta bater as claras com o açúcar  6min, Temp 37, vel 3,5.
Adicionar o óleo e marcar mais 4min, vel 3,5.
Juntar o leite, misturar 1min, vel 3,5 e por fim adicionar as farinhas, o sal e marcar 15seg, vel3 mais coisa menos coisa.

Sem Bimby

Bater as claras com o açúcar em castelo, juntar o óleo e continuar a bater até ficar bem misturado e de seguida juntar o leite e mexer bem. Adicionar as farinhas, o sal e envolver.


Separar a massa por tigelas, tantas quanto as cores que se vão usar e misturar em cada uma umas gotas de corante (conforme a foto).


Untar a forma e ir deitando a massa cor a cor, tendo o cuidado de ir deitando sempre no centro da última cor adicionada, quando estiverem todas as cores na forma o aspecto será desta 3ª foto.


Cobertura de Mascarpone

2 pacotes de natas
1 embalagem de mascarpone
150g de açúcar em pó
Corante azul

A receita original diz que se deve bater primeiro o mascarpone com o açúcar e corante, reservar e de seguida juntar as natas já batidas mas eu como sou impaciente, junto logo tudo e bato! Até à data tem corrido bem, como podem ver pela foto!

E pronto, é só colocar o creme no saco de pasteleiro e decorar a gosto!



Devia nascer uma pila na cara #3

A pessoas que estão SEMPRE a dizer que as chateia, quem está SEMPRE a falar de moda no geral e de certas futilidades em particular!
E a pessoas que estão SEMPRE a tentar fazer piadas com flatulência, já agora!
(este tipo de pessoa pode acumular as duas características, cuidado! Assim sendo proponho duas pilas, uma de cada lado!)

Devia nascer uma pila na cara #2

A pessoas que estando no local de trabalho, rodeadas de colegas portanto, ligam para casa e dizem:

1- o menino já fez cocó? é de que cor? cheira mal?

2- Mãezinha o paizinho já vai buscá-la, só teve de passar em casa para fazer cocó!



sexta-feira, outubro 26, 2012

Diz que é sexta!!!

Esta não foi uma semana fácil, começou com a bichinha doente com uma daquelas viroses que se fazem acompanhar de vários sintomas parvos em que o remédio a tomar é o esperar-para-ver e o ficar-em-casa-de-molho. Para quem não tem avós disponiveis, significa sempre um dos progenitores ter que ficar de molho também o que dada a situação actual de tudo, parecendo que não, complica comó raio assim um bocadinho a vida!

Esperemos que termine melhor do que começou e que venha o fim de semana que será passado entre amigos a fazer aquilo que eu gosto tanto, comer, beber, dizer muita parvoíce e rir até doer a barriga!

Bom fim de semana!



P.S: precisava tanto de alguém que me lembrasse constantemente que tenho de endireitar as costas!!!

sexta-feira, outubro 19, 2012

Já sei namorar!

O meu primeiro namorado chamava-se (chama-se ainda, espero, coitado do rapaz!) Bruno e era lindo de morrer!

Eu tinha 12 anos e era estúpida que nem uma porta!!

Ele pediu-me namoro e eu já naquela idade quis ter a certeza de que ele realmente gostava muito de mim para aceitar um pedido tão sério. Não era bem a certeza, era só um pretexto para não responder "sim" de imediato, tinha que me fazer difícil! 

Nunca me hei-de esquecer que a única coisa que consegui fazer foi figura triste e deprimente ao perguntar, vermelha até às orelhas e com uma voz esganiçada:

"Mas tu gostas de mim?”

Ele respondeu com a típica voz de puto de 12 anos, um simples:

ya

E pronto, começámos a namorar.

Bem, não sei se “namorar” será a melhor forma de descrever o que (não) aconteceu a partir daqui porque como eu era muito totó tímida, nunca tinha beijado e como era é normal morria de vergonha do primeiro beijo!

Tinha medo de não saber beijar, de morder, enfim, todos aqueles receios de menina! Sonhava com o tão esperado beijo mas a timidez era muito mais forte.

Durante uma semana fomos “namorados”, beijo nos lábios quando chegávamos à escola e beijo nos lábios quando saíamos.

O nosso namoro durou uma semana e ainda hoje não consigo entender porque é que ele acabou comigo!!!

O meu primeiro beijo aconteceu dois meses depois e com ele, foi maravilhoso, lembro cada minuto, mas foi só uma curte porque realmente a experiência dizia-nos que mais que isso não ia resultar!

E ao recordar isto, tão distante e tão fora do contexto actual de vivência dos miúdos deste século, sinto-me uma velha parva mas ainda assim, não consigo deixar de sorrir!

terça-feira, outubro 16, 2012

Lista de compras (mesmo muito) urgentes, apesar de não essenciais à sobrevivência!

(Desculpem lá a linguagem!)


- Botas para ambas as bichas!


- Ténis para ambas as bichas!

- Sapatos para ambas as bichas!

- Meias para ambas as bichas!

- Roupa para a mais velha porque deu-se uma mudança tão grande que neste momento tem quase nada em condições para vestir!

- Calças para a mais pequena.

- Edredon (tendo em conta o frio que passámos a noite passada é muito urgente!)

- etc, etc, etc sem falar naquilo que eu e o pai também precisamos e que vai ficando (sempre) para depois!

Mas como sou portuguesa, tenho de continuar a contribuir para pagar despesas de luxo de outros e ajudar a pagar subsídios a famílias que tomam o pequeno almoço no café, almoçam no restaurante, vendem e ganham muito dinheiro em feiras e passeiam-se em BMW’s à vista de todos e ainda assim vão à igreja buscar roupa, e têm o cheque no correio todos os meses!!!!

Vão todos para o caralho que eu começo a estar farta de não poder dar aquilo que quero às minhas filhas, aquilo que elas precisam, na verdade! De me privar de comprar um casaco se me apetecer, COM O MEU DINHEIRO, para que todos os outros parasitas vivam bem!! Fodam-se!

NÃO HÁ MARGEM NO MEU ORÇAMENTO FAMILIAR PARA AGUENTAR QUE GOZEM COM A MINHA CARA PORQUE TRABALHO EM VEZ DE ESTAR EM CASA A SER SUSTENTADA POR TERCEIROS!!



terça-feira, outubro 09, 2012

O Blog e a ansiedade

O mal de se dar a conhecer o blog a um amigo, familiar, colega é que passamos a ter que pensar naquilo que vamos escrever porque há sempre quem vá ficar melindrado, há sempre quem vá ficar chocado e pior, há sempre quem vá pensar que o texto é de ou para si!


E eu não consigo pensar muito naquilo que escrevo e sei que posso não ser bem interpretada, sei que hão-de haver pessoas a achar que é indirecta para si pelos mais variadíssimos motivos e tenho a certeza que vou (sou) ser julgada muitas vezes mas este blog é o meu refúgio, uma segunda casa e eu em casa gosto de me sentir confortável.

Por muito que o adore, se começar a sentir que tenho de deixar de ser como sou, deixar de mostrar quem sou, deixar de dizer as minhas parvoíces, vou acabar por mudar-me. Não quero mesmo nada que isto aconteça e se o tiver que fazer vai-me custar, mas alimentar a minha casa em função de pessoas que não habitam verdadeiramente nela, não!

terça-feira, outubro 02, 2012

Modernices

Parece que agora tenho uma gestora de conta bancária que trata tudo comigo por e-mail (só). Parece que já a tinha há 4 meses quando fui pedir alteração de balcão titular e me fizeram preencher um formulário de duas páginas para que isso fosse possível. Parece que afinal, como diz a minha nova gestora moderna não faz sentido alterar porque ela é a minha gestora. Parece-me muito bem sim senhora mas podiam ter-me poupado a tinta e o tempo perdido e já agora ó menina nova gestora moderninha, faz favor de me mandar por mail o novo cartão porque ontem fiquei envergonhada no pingo doce quando fui pagar a conta e vi que o cartão tinha expirado!