terça-feira, novembro 20, 2012

Da importância das coisas

Há umas semanas, numa das nossas idas com a mais nova à urgência, foram-lhe feitas análises para confirmar que aquilo que nos levava lá não passava de uma virose.
A médica diz-nos que há uns valores alterados.
Pergunta se tinha comido alguma coisa doce antes de ser picada e se havia historial de diabetes na família. Apesar da resposta afirmativa à última pergunta, disse para não nos preocuparmos muito, que o mais certo seria os valores terem alterado devido ao stress, mas que uma vez que o avô é diabético e por isso a sua melhor amiga é a maquineta de medir os ditos, fizéssemos o teste em jejum para que ficássemos mais descansados e entretanto na próxima consulta falássemos nisto ao pediatra.

Na semana passada, em jejum, fizemos o teste e caiu-nos tudo quando o resultado foi altíssimo novamente!

Entre os cuidados ternurentos da irmã para que ela não tocasse nos doces e a nossa preocupação com aquilo que estaria para vir, foi o ligar imediatamente ao pediatra a pedir uma consulta, ir à consulta, fazer análises e esperar 4 longos dias até hoje finalmente receber o telefonema do nosso pediatra perfeito a dizer que está tudo bem, que os valores alterados devem ter-se verificado por ela andar adoentada com as viroses e que ela não tem diabetes.

Eu sei que ser diabético não é o fim do mundo e que há crianças com doenças bem mais graves, mas é a minha bichinha, tem dois anos apenas e nós só queremos que nada mau se chegue aos nossos filhos, nunca!
E apesar de esperar outras notícias que nunca mais chegam e que me têm deixado ansiosa e preocupada, apesar de ter o meu carro morto há dois dias no estacionamento da Ikea, apesar de não saber o que nos espera o amanhã e de ter a sensação de que tudo corre mal, hoje a mim parece que me saiu o euromilhões!
Estou feliz, estou principalmente aliviada por tudo não ter passado de um susto e o resto? O resto se resolverá como tiver que se resolver

14 comentários:

  1. De facto, há coisas que se tornam pequeninas perto de outras. A tua bichinha está bem e isso é o que importa:)

    ResponderEliminar
  2. Sim, a diabetes não é uma doença com a qual não se consiga conviver hoje em dia, sobre a qual nada se saiba, mas por isso mesmo também não é uma brincadeira.
    Independentemente da idade deles, seja a doença qual for, nem a mais simples da virose, nunca queremos que nada de mal se chegue aos nossos filhos.
    E como diz o outro "do mal o menos", e do menos menos de todos os menos.
    As melhoras e poucos sustos.
    Nany

    ResponderEliminar
  3. nada é tão importante quanto a saúde dos nossos filhos! bj!

    ResponderEliminar
  4. Hoje em dia a diabetes pode ser bem controlada, mas mesmo assim implica mudanças na vida de qualquer um, ainda bem que está bem e não há esse stress.
    Kisses

    ResponderEliminar
  5. :) Ainda bem q a bichinha não tem nada!
    E hoje para comemorar dá-lhe uma gulodice!!! :)
    Coração de mãe sofre, né? ;)
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  6. Que bom! Claro que não era nada do outro mundo, mas se podemos viver sem esse problema, melhor, não é?
    Fico contente pela Niki, e pela Bichinha, que é como se as conhecesse.
    Mãe sofre!!!!

    ResponderEliminar
  7. bem deve ter sido um susto.. ainda bem que est+a tudo bem :)

    kisses***

    ResponderEliminar
  8. Hmmm...ainda bem que tudo está bem. Fiquei mesmo contente com a parte final da história :D

    ResponderEliminar
  9. Niki até uma simples constipação se torna um drama quando afecta um dos nossos!!! Ainda bem que está tudo bem!!!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. nada é mais importante que os nossos filhos e a sua saúde.
    um bj

    ResponderEliminar
  11. DON'T WORRY BE HAPPY!

    Pensamento positivo ajuda SEMPRE xxx

    ResponderEliminar
  12. É mesmo. Quando a saúde está bem, o resto resolve-se.

    Big Kisses

    ResponderEliminar