quinta-feira, janeiro 03, 2013

Ansiedades da vida

Às vezes não entendemos, não acreditamos, não percebemos, mas temos a certeza que não merecemos.

Sofremos porque somos mal interpretados e chega um momento em que já não sabemos que mais fazer porque nada vai resultar.

Sentimo-nos humilhados, tristes, oprimidos e sem saber que passo dar a seguir.

Há sempre alguém que é injusto e nos magoa uma e outra vez e perguntamo-nos vezes sem conta o que será preciso para que aceitemos que magoar uma ou duas vezes sem intenção até pode acontecer, mas magoar a cada minuto já tem de ser propositado e alguma coisa está muito errada.

Até onde temos de ir para admitir aquilo que no fundo é tão claro e apenas não queremos ver?

A desilusão não é felizmente uma constante na vida das pessoas, mas já foi uma presença na vida de todos em determinada altura e eu acredito que o primeiro passo para mudar de alguma forma, é mesmo o querer mudar e nem sempre quem sofre está preparado para isso!

A verdade é que a vida se encarrega de nos ensinar que a maior parte das coisas que nos preocupam, que nos tiram o sono, que nos fazem chorar e pelas quais já chegámos a pedir um sinal, só as vamos entender no momento em que isso já não nos importar!

Eu já tive de ir longe para perceber que não estava perto, já tive crises disto e daquilo e já chorei baba e ranho por coisinhas que hoje acho ridículas, mas isso só me fez crescer e dar valor àquilo que deveria ter sido sempre o mais importante e acho que posso pelo menos dizer a algumas pessoas que neste momento precisam de uma palavra, que tenham calma, que pensem bem naquilo que verdadeiramente querem para a sua vida, olhem à sua volta e honestamente percebam quem é que deve ter o privilégio de fazer parte dela, porque não há nada mais maravilhoso do que a nossa vida e se queremos que ela brilhe, temos de nos fazer rodear de estrelas!

9 comentários:

  1. Nem mais, subcrevo-me em cada palavra tua!
    E feliz 2013 para vocês!
    Beijocas nossas ;)

    ResponderEliminar
  2. verdade! Por causa da doença do meu rapaz percebi que há tantas coisas que me preocupavam e chateavam e que não têm a mínima importância!

    ResponderEliminar
  3. É verdade :D
    Gostei da maneira simplista mas fantástica como escreves.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Agora gostei tanto...Até porque eu ontem estava a sofrer tanto e escrevi sobre a injustiça...

    ResponderEliminar
  5. Ultimamente ando-me a sentir assim...tens toda a razão, é importante estarmos rodeados de estrelas...
    Beijinhos

    ResponderEliminar