quarta-feira, março 13, 2013

Registar para interiorizar

Afinal é nas pequenas mudanças que se encontram as grandes oportunidades!

Nunca sair de casa sem gostar do que vejo no espelho!

Dizem os especialistas que todas as manhãs devemos levantar-nos e olhar no espelho. Se aquilo que está refletido não é o que gostaríamos, quase de certeza que estamos desmotivados e devemos por isso tratar de resolver o problema!
Dizem também que a auto-motivação funciona mais facilmente se tivermos metas, quer pessoais, quer profissionais e principalmente autoestima lá em cima!
É na autoestima que me tento focar antes de tudo. É o que está ali no espelho que me dá a primeira dose de energia do dia para me sentir motivada e com força suficiente para chegar onde quero.
Os dias em que saio de casa a sentir-me bem com a minha imagem, são os dias em que sinto a inspiração, esforço e muita vontade de atingir objetivos! Assim sendo, porque não fazer de cada dia, um destes dias? Simples, não?

Estabelecer objetivos de vida!

Todos conhecemos alguém a quem a vida corre de feição, pessoas que têm sempre as coisas muito facilitadas a todos os níveis, a quem parece que tudo o que é bom cai do céu e para quem as oportunidades estão sempre ali ao virar da esquina sem fazer grande coisa! A verdade é que poucos podem contar com isto e eu sou uma das que não se inclui na turma dos "nascidos de rabo virado para a lua", mas isso não pode nunca ser motivo para deixar andar e reclamar da sorte! Porque não estabelecer algumas metas por escrito (pensar não chega), para um dia poder olhar e dizer que consegui?

Para mim é particularmente difícil, sempre gostei de ir ao sabor do vento, mas já percebi que esta regra é importante para me focar naquilo que quero e para ir buscar coragem nos dias de neura que de vez em quando teimam em deitar-me a baixo!

Ninguém vai conseguir por mim aquilo que eu quero, sou eu a principal responsável por todas as coisas boas que vão entrar na minha vida porque sou eu que tenho o controlo dela (sim, parece uma daquelas regras de um qualquer livro de autoajuda mas a verdade é que é isto mesmo) e está provado que ao escrever e dar um prazo à concretização dos nossos objetivos, se torna mais fácil atingi-los. Permite-nos concentrar, focar naquilo que queremos e sobretudo fazer deles prioridade!

Alimentar a auto-estima

Podemos ser, sem sequer notar, os nossos próprios castradores do sucesso e felicidade, porque achamos que temos problemas e fraquezas intransponíveis e isto pode acontecer, por falta de alimentação da auto-estima ao longo dos anos.
A auto-confiança fica ferida e sem ela é muito complicado progredir, acaba-se por estar sempre preocupado, inseguro, fragilizado!
Há que fazer um esforço para pensar positivo, desenvolver a auto-confiança aceitando as oportunidades, sem sofrer por antecipação (esta parte é-me particularmente difícil, mas um dia espero conseguir viver sem nuvens na cabeça).

Fazer acontecer em vez de esperar, quando isso for possível!

Se não confiarmos em nós, como podemos esperar que os outros confiem?

A consciência e mente tranquila são a melhor almofada

Não há pior do que ir deitar-me com a cabeça cheia de preocupações! Desde miúda que me lembro de ouvir que o último pensamento com que adormecemos vai predominar durante o sono e fazer-nos sonhar com ele, se em miúda fazia um esforço tremendo para adormecer a pensar no meu apaixonado do momento, hoje esforço-me pelo menos para não pensar no que é mau!
Tal como ao levantar, gosto de ter um tempo só para mim ao deitar.

Outras formas de sentir confiança

Um sorriso sincero, sempre!

Olhar sempre nos olhos da pessoa com quem estou a falar.

Saber ouvir.

E, de particular importância para mim:

"Ao sair, deixa sempre o ambiente melhor do que estava quando entraste”

1 comentário: