sexta-feira, julho 19, 2013

Por aí... No salão de beleza!

Não sou uma pessoa manienta, mas há coisas que até para mim são vá, esquisitas!

Descobri aqui um salão de estética low cost, fui experimentar há uns dias e adorei! As moças super simpáticas, divertidas e principalmente muito profissionais e muito minuciosas e perfeccionistas com o seu trabalho.

Mas ontem voltei lá para tratar dos meus presuntinhos e no salão onde as três profissionais tinham clientes, estava também um vendedor.

Rapaz engraçadito, bem alto, olho azul, bem vestido e perfumado ia falando de tudo e mais alguma coisa com as meninas, introduzindo de vez em quando o tema: “este creme é maravilhoso”. Elas estavam derretidas, e enquanto arranjavam mãos e pés às clientes, riam das piadinhas e elogios do vendedor que se espera, perspicaz e esperto.

Aquilo começava a ser constrangedor, pelo menos para mim. Quem é que gosta de ir arranjar os pés (momento sou-mulher-quero-estar-gira-mas-não-preciso-que-homens-vejam-o-que faço-para-isso) e ter de levar com o ritual de sedução parvinha, cuja finalidade é vender uns cremes?

Antes de sair, o vendedor diz a uma das moças:

- Vou ali deixar um café e um pastel de nata pago para ti!

Fecha a porta e a moça diz sem que ele já pudesse ouvir:

- Vai, vai, qui ocê num sabi mais agora tem aqui mais uma filha p’rá criá!!

Ele é o vendedor, mas não o esperto do pedaço!

Sem comentários:

Publicar um comentário