quarta-feira, agosto 21, 2013

E a festa da Ana? (Sim, ainda vou muito a tempo!)

Bem, a festa da Ana serviu para angariar cerca de 300 doações de sangue e de potenciais dadores de medula e isso é fantástico! Mas quem é que me vai pagar a terapia que preciso desde aquele dia? Vou sofrer para o resto da vida, consequência do trauma causado naquele momento em que uma senhora me agarrou pelo braço, com uma força brutal, me olhou nos olhos completamente irada e disse aquelas palavras carregadas de ódio, que nunca mais irei esquecer e que ainda me fazem acordar durante a noite sobressaltada:

- Onde é que está a Claudia Vieira? A Cláudia Vieira não vem? Vocês disseram que a Cláudia Vieira vinha! Eu vim para ver a Cláudia Vieira! Não se admite a Cláudia Vieira não estar aqui! A culpa é sua, diga-me lá que a Cláudia Vieira vem!

E eu disse que sim, que devia estar a chegar e fugi!!!!

(sim, menina da porta, naquele momento em que quase lhe arranquei o braço para entrar à pressa, eu estava a fugir! Desculpe, sim?)

***

A festa da Ana? A festa da Ana foi assim como estar numa nuvem de amor, rodeada de um ar que se forma quando tanta gente boa se junta! Foi o estar cansada, com açúcar cor-de-rosa em todas as partes do meu corpo mas feliz e com o orgulho de poder dar aquela ajuda, por mais pequena que tenha sido no meio de tanta solidariedade! O sorriso automático e inevitável a cada vez que os meus olhos cruzavam o mar que vive nos da Ana, a quem queria muito ter pegado ao colo e dizer ao ouvido que tem os melhores pais do mundo! O abraço apertado e bom que só a ursa tem igual! O trazer para casa tanta gente que me ficou no coração, mesmo que não tenham dado por isso!

A festa da Ana foi mesmo uma festa de Anor!

9 comentários:

  1. Diz me por favor que estás a gozar! ME-DO!

    ResponderEliminar

  2. O meu Francisco adorou a "senhora que fazia aquela magia do pauzinho ficar algodão doce", e foi difícil arrancá-lo da frente da máquina do algodão doce) mas eu nem suspeitei que conhecia "destas lides" essa poderosíssima maga.

    Excelente trabalho! Obrigada!

    Beijinhos de todos (mas um especial do Francisco) ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhhh, eram vocês? Lembro-me perfeitamente dele encantado com aquilo! :)

      Beijinho para vocês! <3

      Eliminar
  3. Opá, não soube dessa da Cláudia Vieira. Tivesses gritado pelas Açorianas que a Carlinha punha um processo em cima da senhora, por danos físicos e morais, enquanto eu rogava pragas em micaelense remix!

    Desculpa lá ter-te abalroado, sim, mas eras a senhora do algodão doce :p

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente não consegui ir, mas fiquei com muita pena de não ter ido, porém feliz pelo sucesso de amor alcançado.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá, adorei o seu blog, ao ler alguns posts, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, vc tem um potencial enorme e sei que será um grande blog de fácil entendimento e conteúdo gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar