quarta-feira, fevereiro 26, 2014

Dos silêncios

Toda a vida ouvi dizer que o silêncio também é resposta, a verdade é que nunca foi uma resposta que eu aceitasse com tranquilidade. Entre a primeira e a última palavra dita, cabe um mundo e o que as pessoas não dizem, a minha cabeça realiza!

Isto é algo que sempre me fez muito mal, mas que nem sempre percebi. Arranjava desculpas para aquilo que não me diziam. Não me cabia na cabeça que em vez de serem adultas e objectivas, escolhessem calar-se. Não queria acreditar que simplesmente não se importavam. 

Isto foi assim até há coisa de 5 anos, quando um silêncio que eu mascarava e desculpava se tornou ensurdecedor e eu fui acordada por mil despertadores dentro da minha cabeça e mil pés em cima de mim até conseguir pensar "pisa, mas quando eu me levantar, corre!".

Engraçado como só há pouco tempo percebi que uma das piores experiências e desilusões da minha vida foi precisamente aquela que me mudou e que hoje me dá a certeza de que a pessoa mais importante da minha vida tenho mesmo que ser eu.

Continuo a não lidar bem com silêncios prolongados, mas já os vou aceitando como resposta e não perco o meu tempo à procura de sentido naquilo que não me dizem.

Se não está, se não faz, se não quer,  se não diz, é seguir caminho com a certeza de que não sou eu que saio a perder.

Não sei gostar assim assim, quando gosto das pessoas gosto mesmo e é por gostar cada vez mais de mim que não posso deixar por perto quem não gosta, só suporta!


Simples, assim!

11 comentários:

  1. E assim é cada vez mais simples gostares de ti, porque te rodeias das pessoas que REALMENTE gostam de ti, te dão valor e te fazem sentir especial. Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Tenho de começar a pensar assim Niki, porque também não sei gostar assim assim das pessoas e por isso mesmo não posso deixar que apenas gostem de mim assim assim, certo?
    Isso e aquelas pessoas que apenas gostam de mim na necessidade...depois quando já não precisam, descartam pura e simplesmente :(
    Gostei muito deste ponto de vista, obrigada :)
    Márcia Patela Rocha

    ResponderEliminar
  3. É isso... antes ouvia a minha mãe dizer que eu com a idade aprendia e achava que era conversa de velhos.... agora a dois anos dos "entas", não sei se por isso mesmo ou se por estar cansada de levar tanta "porrada" de quem só gosta na necessidade, abri os olhos e afastei-me dessas pessoas.... Com alguma pena, porque eram pessoas que me diziam muito, mas é a vida. Crescer e aprender.
    Um beijinho querida Niki!

    ResponderEliminar
  4. Sabes que concordo contigo! Silencio a mais enjoa! É por o silêncio em marcha que a vida é feita é de choros e gargalhadas! Beijo grande <3

    ResponderEliminar
  5. é preciso aprender a não ligar a certas coisas, principalmente a pessoas / situações que nos fazem mal.

    ResponderEliminar
  6. Faz parte do nosso crescimento aprender a lidar com silêncios, sejam quais forem..até os nossos proprios silencios.

    Beijinho doce.

    ResponderEliminar
  7. olá, ola e no meu desafio, alinhas??

    http://am-vidaminha.blogspot.pt/2014/02/desafio-da-anita.html#comment-form

    beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. ... de acordo :)
    Mas não é fácil gerir esses silêncios...

    ResponderEliminar