quarta-feira, abril 01, 2015

Mudanças



Sempre tive uma tendência natural para procurar agradar, para tentar fazer o que esperavam de mim, para até muitas vezes (agora reconheço) me anular em prol do bem-estar dos outros (por outros entenda-se neste contexto, as minhas pessoas).

Se por um lado sempre tive plena consciência de que isto não era de todo o certo a fazer e que não merecia fazê-lo a mim mesma, por outro sempre me fui deixando andar ao som do “vou estando, nem bem nem mal”.

Ao olhar para trás já consigo perceber que muitas das escolhas erradas que fui fazendo (escolhas minhas, culpa minha só!), aconteceram porque nunca me dei o devido valor e nunca pensei em mim como primeira pessoa a fazer feliz, e se já o vou conseguindo sem achar que estou a ser egoísta, a verdade é que foi preciso quase metade de uma vida cheia de frustrações e mágoas para chegar aqui.

Foi preciso muito tempo, muitas cabeçadas na parede, muitas lágrimas à noite sem que ninguém suspeitasse da tristeza que é chegar à exaustão que nos faz desistir de insistir.

Foi preciso muito tempo para que começasse a sentir que não podia continuar a não ceder à minha vontade de ser feliz apenas porque não queria incomodar os outros com a minha certeza de que tinha que haver mais qualquer coisa, que o "quase", afinal não me bastava.

Foi preciso muito tempo para chegar aqui e perceber que afinal, não tenho que me preocupar com quem fala sem saber nada de nada, sem conhecer, sem sequer fazer parte da minha vida, mas que ainda assim insiste em fazer dela assunto na mesa do café.

Foi preciso muito tempo para no fundo perceber que não quero continuar a ser a actriz secundária da minha própria vida!   

Foi preciso muito e continua a a ser preciso muito mais, porque há coisas que demoram a crescer.

E quando pessoas que pensava conhecerem-me bem, acham “tão repentino”, só posso sorrir, não responder e seguir em frente com a certeza para mim de que não há cá causas repentinas e que se houve quem não desistisse à primeira, à segunda, à trigésima, fui eu!

Podemos demorar a perceber, podemos andar conformados, mas inevitavelmente há um dia em que esbarramos com o que nos faltava. Com o que queríamos tanto e nem sabíamos. Com as consequências (nunca causas) que a cada dia nos fazem ter mais certeza de que tudo o que reprimimos durante anos, tudo o que tivemos medo de arriscar, era só tudo o que nos faltava!


Nota*

Estamos de malas e caixas aviadas, pedimos desculpas por qualquer constrangimento. A nossa vida retomará o seu caminho brevemente, bem como este blogue! 

Gostava que ficassem por aí!





11 comentários:

  1. Vamos continuar sempre por aqui...
    Boa mudança...
    Se precisares de ajuda avisa, já fiz tantas que já sou perito em carregar caixotes e desmontar/montar móveis...

    ResponderEliminar
  2. Como te compreendo. Consegui me rever em tantas palavras deste texto. As circunstâncias da vida também fizeram com que eu me anulasse e deixasse tantos me pisarem, mas estou a dar a volta. No momento em que decidimos tomar controlo da nossa vida, muitos se irão embora e é aí que percebemos quem vale a pena ter por perto.

    Força!

    ResponderEliminar
  3. Que sejam, sempre, na tua e na vida das pessoas que mais amas, mudanças positivas, alegres, de sorrisos escancarado como as "janelas" que se abrem de par em par por cada porta que se fecha atrás de ti!
    Muitos mimos ;)

    ResponderEliminar
  4. "Quem muda Deus ajuda", é um ditado antigo mas muito verdadeiro. Faz o que te der gozo na vida porque é apenas 1. Temos apenas 1 hipótese de ser feliz, e fazer felizes os que nos rodeiam. Aposta tudo nesta jogada e o retorno será gigante.
    Quanto a nós, esperamos, ansiosos a tua chegada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Beijinho e força!
    Claro que ficamos por aqui. Não te esqueças que estamos mesmo sempre aqui.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Ficamos sempre por aqui, que corra tudo bem .papel secundário na tua vida isso nunca não deixes que te aconteça não te faças isso tu és atriz principal da tua vida, os cães ladram e a caravana passa :)
    bjinhos

    ResponderEliminar
  7. Não arredo pé daqui <3
    Tudo de bom e gosta de ti acima sempre de tudo :)
    Sorrisão!

    ResponderEliminar
  8. Ninguem arreda pé daqui e além disso se precisares de ajuda com as mudanças existe aqui muitos voluntários. E tu fazes parte da nossa vida mas agora pensa em ti tira o tempo que precisares mas volta :) <3

    ResponderEliminar
  9. Sempre por aqui!!! Desempacota as caixas e arruma as coisas das malas, ocupa o teu espaço na tua vida e nós aqui estaremos!

    ResponderEliminar
  10. De uma maneira ou de outra, todas as mudanças são boas.

    ResponderEliminar