segunda-feira, dezembro 26, 2016

I'm never gonna dance again...


Não consigo ficar indiferente à morte do George Michael e estou um bocadinho em choque desde que soube. 2016 tem sido negro e foi levando grandes artistas, mas a notícia desta morte em particular deixou-me triste, muito triste.

A minha adolescência foi marcada pelas músicas que oiço até hoje, pelos posters que me forravam as paredes do quarto e os cadernos, e pelo crush doido que tal como tantas miúdas na idade da parvoíce, eu tinha por ele. Foram horas maravilhosas passadas nas matinés e nos bailes de garagem, onde nunca faltavam os slows do homem que além de fazer bater corações, inspirou muita gente a aceitar-se.

O mundo perdeu mais um artista brilhante. Eu já tenho saudades...

Sem comentários:

Enviar um comentário