quinta-feira, maio 10, 2018

Ninguém quer saber de mães imperfeitas!


Tenho que vos confessar que cada vez tenho menos vontade de escrever sobre maternidade. 

Não esgotei o assunto (muito pelo contrário, como devem imaginar neste momento gira tudo à volta disso mesmo!) e definitivamente não será por desinteresse, mas olhem para as redes sociais e digam-me o que vêem?

Eu vejo todo um mundo povoado de mães perfeitas cheias de dicas infalíveis e truques super úteis (?) para partilhar, mostrando com filtros maravilhosos como ser uma Mãe com M grande, mesmo que muitas vezes seja a babá (ou a tv, ou o youtube...) que está ali a gerir a coisa enquanto a super mãe escreve o post patrocinado! 

Confesso, isto faz-me ficar quieta no meu canto porque ninguém quer ouvir falar de vidas reais (REAIS e não "reais" como agora também virou moda).

Que tipo de mãe se identificaria comigo que com uma terceira filha agora no colo ainda não sabe tudo? Eu tenho obrigação de saber tudo, não é?

Quem é que entenderia que eu, mesmo no auge da alguma tranquilidade que um terceiro bebé me dá, hoje engoli o almoço em três minutos com a Alice no colo porque estamos a ter um dia difícil com cólicas e refluxo e não há forma de a acalmar sem ser colada a mim? 

E quão ridículo e imperfeito é dar-me conta agora que hoje nem fazer xixi tem sido prioridade para mim?

A vida e a individualidade de uma mãe não pode acabar com a chegada de um bebé, dizem as "especialistas" em maternidade, enquanto postam selfies no ginásio, na manicure, no cabeleireiro e o que tenho eu para vos contar sobre a minha vida pessoal? 

Que nesta foto podem ver a minha tentativa frustrada de não parecer uma manga chupada. Frustrada porque assim que peguei no ferro para dar um jeito ao cabelo, baby Alice abriu o olho e a goela!

Que depois deste episódio e porque ela ate estava a dormir bem mais calminha, achei que era boa altura para ir com a minha filha mais velha trocar uma coisa e no exacto momento em que entrámos na loja, baby Alice abre novamente a goela e a loja pára a olhar e a fazer juízos de valor enquanto eu abro rapidamente o frasco de aerom para acalmá-la uns segundos até conseguirmos desaparecer dali para fora e voltar para casa!

A maternidade imperfeita não é fotogénica e eu mãe imperfeita não tenho três braços, porque se assim fosse, fazia agora uma selfie do momento em que dou de mamar à Alice e escrevo este post sem qualquer interesse.   




3 comentários:

  1. Beautiful post, dear! I like your blog.
    Following you! Follow back?

    https://colourfulmadness.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Saudades de ler posts reais!! :)
    Essa do Aero-om fez me rir! Foi o meu aliado na licença do meu primeiro filho: saia só com aero-om no bolso!! Ele era impossível!

    ResponderEliminar
  3. Love your post dear! If you want you can check out my blog.I write about fashion, beauty, and lifestyle.Maybe we can follow each other and be great blogger friends!



    http://herecomesajla.blogspot.ba/

    ResponderEliminar